Show and Tell!

25 out

por Pat Guanais

O ensino obrigatório, aqui nos Estados Unidos, começa no ano em que a criança completa 5 anos de idade até o dia primeiro de setembro, quando se dá o início do ano letivo americano. É obrigatório MESMO comadres. Criança em idade escolar fora da escola dá cadeia para os pais. Pode parecer radical, mas isso mostra o quão importante é o assunto.

 As opções variam entre o ensino público, o privado ou o Homeschooling. Este último é quando os pais decidem educar seus filhos em casa, por eles mesmos ou por tutores contratados. As razões para optar pelo Homeschooling  são muitas – insatisfação com o ensino das escolas da área onde vivem, visões pessoais que se conflitam com a filosofia das escolas locais ou ainda a distância, no caso de áreas isoladas de centros urbanos. Essa opção entretanto não é tão simples quanto parece. Para decidir educar os filhos em casa é preciso apresentar um planejamento acadêmico a ser aprovado pela junta de educação do condado onde vivem. Nada de “oba-oba” galera!

Bem, mas enquanto a escola é uma opção e não uma obrigação, cabe a cada família escolher se vai ou não oferecer essa possibilidade aos pequenos. E aqui repito: a decisão de levar os filhos à escola antes do período obrigatório é uma decisão muito pessoal. Particularmente, acho que cada criança tem o seu potencial único de desenvolvimento, a depender da interação com os membros de sua família e de sua comunidade e ao que se expõe no seu dia a dia, pode se desenvolver infinitas vezes mais do que se estivesse em um ambiente escolar tradicional.

Quando eu era pequena meus pais trabalhavam em tempo integral. Eram donos de duas lojas e como estavam no início dos negócios precisavam estar presentes a todo momento. Como consequência, lembro de estar em casa a todo momento com babás. Algumas memoráveis, outras nem tanto. A TV ligada o tempo todo. Não critico a opção dos meus pais, afinal eram outros tempos, outras necessidades, outra cultura, mas quando me tornei mãe resolvi seguir outros caminhos. A minha pequena começou a freqüentar a escolinha antes dos dois anos. Poucas horas por dia e com muita flexibilidade. Sempre gostei de saber que naquele espaço ela teria a companhia de outras crianças, um planejamento bacana para a sua tarde e uma rotina que sempre me senti incapaz de proporcionar….é isso, sou muito ruim com a rotina.

Desde que chegamos aqui em Washington resolvemos continuar com o mesmo ritmo. No período da nossa mudança a minha filha demonstrava muita excitação com a ida à nova escola. No seu primeiro dia quis o vestido da Branca de Neve para dar coragem. As semanas de adaptação que se seguiram foram muito desafiantes. Choro, frustração em não falar a língua, saudades dos amiguinhos do Brasil. Coração de mãe partido, mas decidido a ajudá-la, por que imaginava o quanto seria importante para ela criar as suas referências de amizades por aqui, além de aprender a falar a língua.

Um ano se passou e ela feliz da vida “graduou” da Preschool para o Prekindergaarten. Um suspiro de alívio para nós, afinal não dá para prever os erros ou acertos das nossas decisões no momento em que precisamos tomá-las. A sua despedida da antiga classe foi realizada junto com o seu Show ‘n Tell.

O Show and Tell é uma atividade beeeeeem americana! Coisa para preparar as crianças para falar em público. Eu prefiro interpretar de uma forma mais leve e menos pretensiosa – uma atividade para a criança se “amostrar”.

Uma vez por mês elas trazem alguma coisa para mostrar aos amiguinhos de classe. Pode ser um brinquedo, um livro ou algo curioso que queiram compartilhar. Os amiguinhos fazem perguntas e ao final o objeto da demonstração é passado de mão em mão. Na prática é muito fofo, quando encarado sem pretensão, claro!

O vestido de caipira foi por conta de um desfile nesse mesmo dia com trajes tradicionais do seu país.

O objeto de exposição da vez foi um Jack’o Lantern (essa abóbora com a carinha) que fizemos para iluminar no dia do Halloween!

Momento das perguntas!

 

Turminha animada do preschool!

E para finalizar ressalto que esse tal de Show and Tell acaba sendo uma oportunidade para os pais se “amostrarem” também e babar – até não poder mais – nas suas crias.🙂

Beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: