Um recadinho da nossa correspondente internacional!

20 set

Comadres e compadres,

Olha só, já diz o ditado “Quem é vivo… sempre aparece!” ou quase, certo?

Embora presente diariamente nas leituras, a vida andou atropelando as minhas idéias antes mesmo que chegassem ao teclado do computador. Mas agora estou aqui, na Bahia, refrescando os pensamentos e organizando todas as novidades que há tempos queria compartilhar com vocês!

O verão no hemisfério norte foi se despedindo um pouco antes do tempo. Senti saudades antes mesmo do seu final oficial no Labor Day. Passou rápido demais, embora tenha sido intenso em todos os sentidos: de temperaturas e de emoções! Sou baiana e sempre achei que qualquer calor gringo era fichinha perto do calor da minha terra. Mas preciso admitir: fui desbancada e quase evaporei no dia do meu aniversário, comemorado em um Biergarten (um desses jardins alemães que o povo se encontra para beber cerveja no verão), quando os termômetros atingiram os 47o graus… sim pessoas, isso mesmo que vocês leram, quarenta e sete graus Celcius!!!! Vamos combinar? Não há beleza (nem maquiagem da M.A.C) que resista, né?

À medida que os termômetros foram nos dando uma trégua, foram também chegando as nossas visitas e com elas um tremor de terra que deixou os Washingtonianos de cabelos em pé! Mas como toda menina baiana tem um santo que Deus dá, o meu deu plantão e me livrou desse infortúnio. Enquanto a terra tremia em DC, eu curtia junto com a minha família dias lindos em New York!

Como emoção pouca é bobagem, ainda chegou Irene para fechar a temporada com chave de ouro. Bastante anunciada, essa tempestade passou por DC quase despercebida. Com status de furacão, pouco atrapalhou a nossa farra de compras no outlet. Os meus amigos novaiorquinos, entretanto, não tiveram a mesma sorte.

Mas a novidade mais quente do nosso verão é que estamos de mudança para uma nova casa. A nossa casa. Para mim será a 16ª morada para onde vou de mala e cuia, mas a primeira em que meu nome consta na escritura!

Enquanto as caixas aguardam para serem abertas tão logo acabe a pequena reforma do novo apê, aproveitei para matar as saudades da Bahia e recuperar as energias depois de tanta movimentação! E nada melhor no mundo como casa de mãe (e de sogra bacana!) para um descanso merecido antes das emoções da próxima estação…

Beijocas de dendê para tod@s!

Pat Guanais

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: